Soluções customizadas em Gestão Estratégica de Desempenho. Mais de 30 anos de especialização na formação e desenvolvimento de líderes e gestores. Mais de 5.000 líderes treinados.
Notícias
   
Como Exercer Uma Liderança Com Excelência?
NOVO PRODUTO: "FEEDBACK CONSTRUTIVISTA"
Motivação
Motivação - Profissionais motivados, empresas desenvolvidas
Liderando as Novas Gerações em Todas as Áreas da Economia
A Visão antes do Planejamento
A importância de valores organizacionais bem definidos
Liderando as Novas Gerações
Conflito de gerações
Workshop Sensibilização para Excelência
Papel da Comunicação na Liderança
Como Liderar a Geração Y
Como Liderar Equipes
Como Liderar na Crise
Liderança
Motivação de Pessoas
Votorantim Cimentos reconhece talentos com o Programa "Fast Track"
Os gurus do management
Liderança será tema do próximo encontro da Tailor Made Consulting
Tailor Made realiza palestra sobre tendências de RH para o futuro
Equipes de Alta Performance

Os gurus do management  
   
Cynthia Scheidt, da Redação AOL
www.aol.com.br/carreiras/fornecedores/aol/2004/03/10/003.adp  
   
De tempos em tempos surgem novas teorias sobre a administração. Mas ninguém aposta qual será a próxima onda do mercado.

Coaching, mentoring, team leaders... Diante de tantas tendência do management, muitas vezes fica difícil para uma empresa decidir qual linha de gestão a seguir. Das idéias do pioneiro Peter Drucker às receitas do superexecutivo Jack Welch, os modismos da gestão vêm se sucedendo ao longos dos últimos 50 anos. E vêm produzindo gurus para todos os gostos – basta lembrar de alguns deles, como a vantagem competitiva, o modelo japonês, a inteligência emocional, a reengenharia... Já quanto ao futuro, especialistas não arriscam prever qual será a próxima onda do management. Mas os erros e acertos do passado podem servir de aprendizado.

Até 1940, a gestão não era considerar uma doutrina. Por mais que fosse uma ciência empírica antiga, não era estudada nem instigava o interesse dos executivos. Foi só a partir de 1945, com lançamento do livro ‘Concept of Corporation’, escrito por Peter Drucker, que a arte de administrar começou a seduzir executivos e se tornou a menina dos olhos do mundo dos negócios.

Conhecido como o “pai” da administração. Drucker compilou no livro suas experiências com diferentes gestões durante trabalho na General Motors. Acabou preenchendo uma carência da época por esse tipo de ensinamento, já que era grande o fluxo de pessoas de outras profissões que se viam repentinamente “empurradas” para posição executivas, sem qualquer bagagem para exercer a função. Drucker pensou uma nova forma de administração; a do equilíbrio entre negócios, pessoas e lideranças. “Pregou uma gestão mais equilibrada e voltada para os negócios, ao contrario do modelo científico anterior, que era voltado para a produção”, explica Carlos Alberto Barreiro, diretor da consultoria de RH Tailor Made.

Depois de Drucker, houve uma sucessão de teorias e gurus. Douglas McGregor criou o modelo de gestão que pregava a importância das relações humanas no mundo corporativo. Sua contribuição foi grande no cenário das empresas brasileiras na década de 70. “McGregor, que pregava a crença no homem, fez as lideranças das empresas repensarem suas crenças, explica Barreiro.

Modismo ou revoluções?

Ao longo desde meio século de management, alguns modismos surgiram e desapareceram com a mesma rapidez e outros sobrevivem e têm seguidores até hoje – que prestigiam conferências de seus autores em todo o mundo. Nem sempre é fácil distinguir-se o joio do trigo, tanto que alguns gurus fazem enorme sucesso em determinada época e depois desaparecem.

A ‘Inteligência Emocional’, lançada por Daniel Goleman em seu livro homônimo de 1996, é muito discutida até hoje no cenário administrativo. “Goleman trouxe para as empresas a teoria de que o homem não é um produto e atentou para o fato de que dentro das organizações os homens pensam”, explica Barreiro.

O Brasil também produziu um guru internacional. O empresário Ricardo Semler, depois de virar best-seller em terras tupiniquins com seu livro autobiográfico ‘Virando a Própria Mesa’, virou estrela em seminários no Brasil e no Exterior. Seu mais recente livro, ‘The Seven Day Weekend’, foi lançado em maio na Inglaterra e só deve ganhar uma edição brasileira em 2004. Semler começou a carreira de guru contando como transformou a empresa da família – aos 22 anos, demitindo o staff e apostando nos funcionários. Agora, defende um novo modelo de relação trabalhista, afirmando que o funcionário pode optar por ter uma folga num dia de semana e compensá-la trabalhando num domingo.

A pergunta que fica é qual será a próxima grande onda do management. A responsabilidade social é uma tendência, apostam alguns especialistas. Mas o fato que as vibrações do terceiro milênio cada vez mais são sentidas no mundo corporativo.

“Algo que está chegando muito forte dentro das empresas é a influência da região asiática. O budismo, a cabala, o yoga têm entrado com muito força no mercado de trabalho brasileiro”, aposta Gutemberg de Macedo, presidente da Gutemberg Consultores e colunista da AOL.
 

Retornar

 

R. Arandú, 205 – cj 603 – Brooklin – Cep 04562-050 - São Paulo – SP
Fone: 11 9 8586 3479  –  11 5506 8053   
tmc@tailormadeconsulting.com.br


Site desenvolvido por Código Tecnologia